BAGÉ WEATHER
Imunização

Bagé vacinou apenas 43% do público contra a gripe

Foto: Divulgação FS
Crianças também devem ser levadas para imunização

A Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência faz um apelo para aqueles que podem se vacinar contra a gripe. O alerta é sobretudo para os idosos. De acordo com a comunicação da pasta, este é o grupo que está mais vulnerável à evolução dos casos mais severos de gripe, mas é um dos que menos procura os pontos de imunização. A procura, no geral, está baixa. Enquanto a meta é atingir 90% do público-alvo, a campanha de vacinação contra a influenza em Bagé atingiu apenas 43%.

Segundo divulgação da pasta, isso se deve ao fato de ter duas campanhas de vacinação ocorrendo. "Este ano, em função da campanha contra a covid-19, a gente não começou com os idosos (eles foram a segunda fase), mas eu peço que esses idosos compareçam nas unidades de saúde para fazer a vacinação contra a influenza", enfatizou a coordenadora de imunizações, Tatiana Miranda.

Vale lembrar que, em outras reportagens, representantes da pasta destacaram que a recomendação para a população é priorizar a imunização contra a covid-19. Tatiana alertou que é preciso haver um intervalo de 15 dias entre as duas vacinas (contra a covid-19 e contra a gripe). E lembrou que a vacina contra a gripe protege o sistema respiratório e, com isso, ajuda o corpo a enfrentar a covid-19 caso haja a contaminação com o coronavírus. A prefeitura, ontem, lançou um vídeo chamando atenção para a campanha de vacinação contra gripe e ressaltou que ela é tão importante quanto a outra, contra a covid-19.

A chefe de enfermagem Liliane Gasparoni enfatizou: "A vacinação da influenza é tão importante quanto a da covid-19. Ela também previne internações, formas graves da doença. Isso evita que a gente ocupe leitos de UTI, leitos clínicos, o que a gente precisa para outras doenças", sustentou.

Outro grupo para o qual é feito um alerta é o das crianças menores de 6 anos. O pedido é para que os pais ou responsáveis procurem as unidades de saúde com os pequenos. É importante pontuar que as pessoas podem procurar os pontos para imunização, e que mesmo após a vacinação, devem manter os cuidados, como o uso de máscara, higiene das mãos, priorizar ambientes ventilados e evitar aglomerações. "São protocolos que servem para prevenir o contágio dos dois vírus, coronavírus e influenza", enfatizou a divulgação da pasta.

Alerta do Estado

É recomendado pelo Estado que ocorra um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas contra a gripe e contra a covid-19. O Piratini também pontuou que deve-se priorizar a vacinação contra a covid-19. Além disso, se a pessoa apresentar sinais de infecção por coronavírus, deve adiar a vacinação até a recuperação clínica total e, pelo menos, quatro semanas após o início dos sintomas.

Grupos até 9 de julho

Pessoas com comorbidades - 777 224 pessoas

Pessoas com deficiência permanente - 399 436

Caminhoneiros - 111 289

Trabalhadores de transporte coletivo - 42 831

Trabalhadores portuários - 4 051

Forças de segurança e salvamento - 31 489

Forças Armadas - 38 899

Funcionários do sistema prisional - 4 881

População privada de liberdade - 40 099

Etapas anteriores

Idosos (pessoas acima dos 60 anos) - 2 143 707

Crianças acima dos 6 meses e menores de 6 anos - 765 827

Gestantes e puérperas - 117 541

Trabalhadores da saúde - 361 210

Povos indígenas - 30 347

Professores - 141 254


Imagens

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial.

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br