BAGÉ WEATHER
IPTU

Vereadores da base se manifestam sobre projeto em tramitação

Foto: Divulgação
Progressista disse que o projeto merece algumas alterações e correções

Embora a audiência pública na Câmara de Vereadores tenha começado cedo nesta quarta-feira, as galerias do Legislativo lotaram. Secretários municipais e representantes do governo municipal compareceram em peso. Além disso, participaram alguns empresários e representantes de segmentos.

O assunto em pauta foi o projeto referente a atualização do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Bagé, que está em tramitação na Casa. O secretário de Economia, Finanças e Recursos Humanos, Cristiano Ferraz fez um explanação sobre a proposta em questão.

Em 2012 começou uma pesquisa, onde foram avaliados 16 mil imóveis. Esse trabalho foi feito para descobrir quanto vale o metro quadrado de cada terreno em toda a cidade. Para calcular o IPTU, tem que saber o valor venal do imóvel. Segundo o secretário, o objetivo é calcular de forma justa o IPTU de cada um dos 57 700 imóveis que existem em Bagé.

O governo municipal conta com ampla maioria na Câmara de Vereadores. São da base, o PP que tem dois vereadores, o MDB e o Dem que tem um cada.

Líder da bancada dos Progressistas, o vereador Cleber Zuliani Carvalho disse que o projeto merece algumas alterações e correções. "Já o anexo das alíquotas é, no meu entendimento, muito alto e precisaremos fazer todo o esforço necessário para nivelá-lo a ponto de realmente fazer-se justiça", pontuou.

O vereador Rodrigo Ferraz (Dem) que é membro da Comissão de Constituição e Justiça enalteceu a proposta apresentada pelo governo. Ele argumentou que o projeto além de promover justiça tributária, também promove justiça social em Bagé. " Este é o ponto forte desse projeto, ele vai beneficiar a maioria da população, esta política está sendo construída pela maioria e principalmente pelas pessoas menos contempladas financeiramente no município - isso tem que ficar claro", acentuou. Ferraz acrescentou que a matéria isenta mais de 10 mil pessoas e classificou isso com um feito histórico no município.

O vereador Nego Zeca (MDB) avisou que vai votar o que for melhor para a população de Bagé. Ele falou que está estudando ao mencionar que essa matéria mexe com a vida de toda população da cidade. O emedebista comentou que se tiver que apresentar emenda para melhor ajustá-lo vai fazer. "

Estamos lidando com a vida das pessoas. Não existe omelete sem quebrar o ovos", comparou.

O projeto deve ser votado pelo plenário no final deste mês.


Imagens

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial.

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br