BAGÉ WEATHER
Literatura

Feira do Livro terá lançamentos de bageenses

Foto: Niela Bittencourt
Nogueira detalha sessões e lançamentos, que contarão com bate-papo

Entre os dias 8 e 12 de dezembro, no largo do Centro Administrativo, acontece a primeira edição do Festival Literário de Bagé e, dentro dele, a Feira do Livro. Integra a programação uma série de lançamentos de obras de escritores bageenses, com sessões de autógrafos, e o empresário Richarles Nogueira organiza uma série de bate-papos que ocorrerão durante estes momentos e que objetiva aproximar os autores do público.

Nogueira explicou que as sessões de autógrafo serão apresentadas pelo jornalista Fernando Tólio. Em uma conversa, o jornalista questionará os escritores sobre suas obras e motivações. "É uma maneira de permitir ao autor apresentar sua obra, falar do seu material, para os leitores, para as pessoas participantes da feira", argumentou Nogueira.

Os lançamentos literários e as sessões contarão com nomes como Rodrigo Tavares (Noite escura, Andarilho e Ainda que a terra se abra), Marsal Alves (O livro dos barcos e Galicia, a casa na árvore), Giselda Lopes Lucas (Um olhar em retrospectiva), Cláudio Lemieszek e Élida Hernandes Garcia (Primazias de Bagé - segunda edição). E, ainda, com Francisco Botelho (Guerra do Paraguai), Denise Zandoná (Receitas ilustres de Natal), Simone Karam (Caminho de Casa), e, é claro, com o patrono da mostra, Severino Rudes Moreira.

Também será lançada a 5ª Antologia da Secretaria Municipal de Educação, a Smed, que foi produzida pela Leb Livraria e Cafeteria. Nogueira ainda citou o lançamento de um jovem escritor: Renan Carvalho, de apenas 15 anos. O empresário comentou que o menino tem vários livros escritos e lança, agora, o primeiro. Ainda mencionou curiosidades, como o lançamento de Denise Zandoná. No livro, que é uma coletânea de receitas, ela apresenta uma que é de família e ilustrou as páginas dedicadas para ela.

Questionado sobre o quanto essa edição da Feira do Livro será diferente - a mostra deste ano é organizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo -, o empresário argumentou: "Um dos pontos fortes desta feira é a volta dela. É a volta do contato do leitor, livro e autor. Isso fez com que todo mundo se empolgasse e tivesse um entusiasmo a mais para o evento dar certo e para que tenha uma boa participação do público". Ele acrescentou que, já que houve bastante insistência para que a Prefeitura realizasse o evento, nada mais justo que, como contrapartida, houvesse esse contato com os autores e a viabilização desta programação diferente. 

Tais momentos programados serão mesmo uma oportunidade para aqueles que têm interesse em começar a escrever, já que envolverá autores conhecidos até internacionalmente e aqueles que estão lançando suas primeiras obras. "Isso é importante. A gente vê a diversidade da feira, dos autores" ressaltou. O empresário, assim, definiu que esta feira terá o novo e o experiente em um mesmo lugar. 

"Temos um autor jovem, com 15 anos, lançando seu primeiro livro, e temos um escritor como o Chico Botelho, que é conhecido internacionalmente, como o Rodrigo Tavares e o próprio patrono da mostra, que é muito conhecido no Brasil, principalmente na área do tradicionalismo", justificou. "Temos a dona Giselda, que vem escrevendo há muito tempo, experiente e que vive se expondo, porque o autor se expõe através dos seus livros", completou. 

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial.

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br