BAGÉ WEATHER
Alta demanda

Farmácias têm falta de remédios para doenças respiratórias

Foto: Niela Bittencourt
Antigripais e vitaminas estão em destaque nos estabelecimentos

Não é hoje que é possível ouvir, ao chegar em uma farmácia, a seguinte afirmação: "Quem não está com covid-19, está gripado". Mas, nas últimas semanas, também é possível ouvir outros dois comentários - os preços dos remédios estão altos e há falta de opções de medicamentos. Até um simples chá para minimizar os sintomas de gripes e resfriados, com paracetamol, estava em falta em uma farmácia do centro. Em outra, havia o produto, que também era antialérgico, mas apenas uma marca estava disponível. Ou seja, não havia opções.

Conforme relatos colhidos de atendentes em quatro estabelecimentos do centro e um localizado na zona Leste da cidade, há falta de opções de medicamentos como os sempre demandados chazinhos e das igualmente muito buscadas pastilhas para aliviar dores de garganta, muito comuns nesta época do ano. Em dois estabelecimentos, quando os atendentes foram questionados se de fato estava faltando opções, os dois garantiram que sim. 

Em outro, de uma grande rede, a atendente comentou que faltam antibióticos, sobretudo a base de amoxicilina e antialérgicos. A maior falta, porém, é de medicamentos deste tipo para crianças. Outro atendente comentou que o preço das medicações aumentou mais de 10% e que a demanda é alta. Também mencionou que a justificava para a escassez é a pandemia e a guerra entre Rússia e Ucrânia. No geral, vale mencionar, é possível encontrar antigripais e vitaminas em todas as farmácias.

A reportagem questionou o coordenador da Vigilância em Saúde de Bagé, Geraldo Gomes, que garantiu que ainda não chegou até ele reclamações de falta de medicamentos. Para a Gaúcha, a rede de farmácias Panvel afirmou que o momento, de fato, não é confortável, pois não há variedade a disponibilizar, e que, por outro lado, a demanda é altíssima. O marketing da rede sustentou, porém, que a escassez é pontual e em medicamentos com determinadas formulações. Outra rede chegou a afirmar para o veículo que a luta é diária para abastecer as farmácias. E a rede São João, em nota, revelou que há algumas apresentações faltantes, muito em decorrência da falta de acesso da indústria a algumas matérias-primas.

Imagens

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial.

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br