BAGÉ WEATHER
Vinhos e espumantes

Vinhos tintos lideram preferência de consumo na região

Foto: Márcia Sousa
Incremento no consumo geral foi de 34%

De acordo com a União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), com base no Sistema de Cadastro Vinícola da Secretaria da Agricultura, a venda para o mercado interno de vinhos finos e espumantes, produzidos no Rio Grande do Sul, teve um incremento de 34% nos primeiros quatro meses deste ano. Foram 9,5 milhões de litros: 2,4 milhões a mais que de janeiro a abril de 2020. O crescimento do consumo não é uma novidade, já que é registrada desde o início da pandemia.

Para a entidade, a pandemia de covid-19 levou à abertura de novos canais de e-commerce e, associada ao reconhecimento do consumidor brasileiro à qualidade do produto, elevou as vendas. Nos mercados locais, a demanda por vinhos e espumantes também aumentou. O diretor de relacionamentos da rede Nicolini, Selmo Dias, destacou que há um volume maior de vendas, sobretudo dos vinhos. "Os tintos continuam no topo das vendas", garantiu.

Clori Peruzzo, sócia da Vinícola Peruzzo, enfatizou que os números apontados pela Uvibra vão ao encontro da realidade da região. "Aqui também se vende muito mais vinhos depois da pandemia", disse. Já o empresário Lindonor Peruzzo mencionou o aumento nas vendas, no verão, de vinhos brancos e de espumantes, com destaque para o Moscatel. Isso na rede de supermercados.

O sócio da Batalha Vinhas & Vinhos, Giovâni Silveira Peres, afirmou que existe um aumento na demanda e que ela tem sido crescente. "De vinhos e espumantes desde o início da pandemia. E aqui, na nossa região, eu acredito que o aumento maior de consumo seja de vinhos tintos, e isso também é a nível Brasil", comentou.

Demanda por suco de uva cai

A mesma entidade revelou que a comercialização de suco de uva teve uma queda de 15%. Foram 48,7 milhões de litros contra 57,7 milhões de litros do primeiro quadrimestre do ano passado. Tal qual no caso dos vinhos, a pandemia de covid-19 também influenciou esse resultado. Com o fechamento de bares, restaurantes e hotéis, assim como a suspensão de compras para a merenda escolar, a demanda diminuiu drasticamente. A entidade apontou que ao longo deste ano o consumo deve voltar a crescer.

Exportação com bons índices

Conforme a Uvibra, a exportação de vinhos finos deu um salto de 169% e chegou a 1,9 milhão de litros no quadrimestre. A entidade exemplificou que a Salton registrou um crescimento de vendas para o exterior de 25% em 2020 (1,1 milhão de garrafas) e 30% nos primeiros cinco meses de 2021 (600 mil garrafas). Os percentuais foram obtidos na comparação com períodos iguais do ano anterior.

Imagens

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br