BAGÉ WEATHER
Raça

Expointer consagra os vencedores da Supercopa do Proprietário

Foto: Divulgação/ABCCC
Vencedores levantaram os troféus no Parque Assis Brasil

Eles são os precursores de um momento que a partir de agora vai se tornar tradicional anualmente. A terça-feira , apesar de chuvosa, não apagou o brilho nem diminuiu a emoção da disputa que determinou os campeões da 1ª edição da Supercopa do Freio do Proprietário, competição realizada na pista principal do Cavalo Crioulo em Esteio, dentro da Expointer 2021. O trabalho de anos competindo e se preparando, da arquibancada direto para o centro da arena, foi consagrado ao fim da prova que reuniu todos os campeões das últimas duas temporadas do Freio do Proprietário. No topo dos pódios das categorias A e B, dois nomes conhecidos de quem acompanha a modalidade: Fernando Gonzales e Sandro Rogério Facco. No contexto geral, o espaço foi de competição amigável, muita integração e demonstração de que na prova dos proprietários há espaço para todos aqueles que desejam alcançar o sonho de? montar seus próprios cavalos no palco maior da raça. 

Fernando Gonzales e o zaino Data Venia Folclore, que juntos venceram a decisão do Freio do Proprietário em 2019, provaram mais uma vez formarem uma dupla de força: alcançaram 13,662 pontos ao final da Supercopa, após terem ficado durante todo o torneio no topo das listas de parciais da categoria Supercopa A. Para Gonzales, que coordena a Subcomissão do Freio do Proprietário, o evento que se concluiu hoje foi a realização de um sonho coletivo: "Foram 4 anos em que se idealizou essa brincadeira que hoje se concretizou. É a realização de um sonho em conjunto, então eu acho que é um exercício de cidadania muito grande que vai ficar pra história da raça e talvez até para a sociedade". Levantar o troféu máximo nas pistas, aliás, não é novidade para o competidor, que já é heptacampeão da modalidade.

 Também repetindo a vitória de 2019, desta vez na categoria Supercopa B, estiveram Sandro Rogério Facco e o gateado ruivo Nippon do Pontal, que encerraram a prova com média de 11,842. O ginete, cuja rotina se alterna entre treinos com o Crioulo e consultas como médico otorrinolaringologista, correu neste ano o seu quinto ciclo.

Ao longo desses dois dias de competição, os conjuntos foram avaliados pelos jurados Bruno Wagner da Silva, Carlos Loureiro de Souza e Manoel Vanderlei Braz Gonçalves. Os animais foram admitidos pelo técnico credenciado à ABCCC, Manoel de Macedo Pons Neto. 

Imagens

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br