BAGÉ WEATHER
Pódio

Égua de Aceguá é campeão do Bocal de Ouro

Foto: Felipe Ulbrich/Especial FS
Oitava Rima foi a grande vencedora da raça Crioula

Mais de 20 pontos. Essa foi à nota final de dez éguas e quatro cavalos que estiveram presentes na primeira classificatória brasileira ao Freio de Ouro 2022, realizada no principal palco da raça Crioula, na pista do Parque Assis Brasil, em Esteio. O Bocal de Ouro, dedicado aos cavalos e éguas inéditos (aqueles que nunca haviam participado do Ciclo do Freio de Ouro anteriormente), que completa 22 anos, mostrou mais uma vez que o caminho da raça Crioula está bem traçado e caminha para conquistar cada vez mais o Brasil. Neste domingo, os 32 conjuntos finalistas, dos 92 admitidos pelo técnico do evento, Luciano Correa Passos, realizaram as etapas de Mangueira II, Bayard Sarmento e Campo II, consagrando 16 conjuntos classificados à Final do Freio de Ouro, além de reservas que garantiram notas altas e também podem figurar entre os finalistas da modalidade que será realizada durante a Expointer deste ano.

Destaque na pista

Após retomar a ponta, depois de liderar a etapa morfológica, ainda na quarta-feira (27/04), Oitava Rima da Cabanha Santa Fé de Aceguá  acabou o dia de sábado já na ponta e ficou assim até o fim da disputa, na manhã deste domingo (1º/05), consagrando-se Bocal de Ouro 2022, com a nota final de?21,498. Avaliadas pelo trio de jurados composto por Jorge Rosas Demiate Júnior, Thiago Schilling de Ávila e Vinícius Guedes Freitas, o nível alto na pista refletiu nas placas levantadas entre as fêmeas, com dez éguas alcançando mais de 20 pontos de média final. Filha de JA Impulso com Elite da Cabanha Santa Fé, Oitava Rima foi conduzida pelo ginete Fábio Teixeira da Silveira, que também levou o título de Ginete Destaque da categoria. A égua campeã tem uma vitoriosa trajetória em morfologia dentro da raça Crioula. Foi Campeã Potranca Menor e Reservada Grande Campeã na Morfologia Expointer 2019. A égua foi exposta por Gilberto Rodrigues de Freitas, da Cabanha Santa Fé de Aceguá e credenciada em Pelotas, com 18,084.

Ao assumir o topo do ranking, quando mostrou a sua funcionalidade em pista na última sexta-feira (29), Campana Echo a Mano não saiu mais da primeira colocação e é Bocal de Ouro 2022 entre os machos, com a média final de?20,756. O zaino é filho de Triunfo do Purunã e Campana Ana Terra, e foi conduzido neste Bocal por Fagner Crescêncio Espíndola, indicado como Ginete Destaque da categoria. Exposto por André Rodigheri, Cabanha Rodigheri, de Osório, o conjunto foi credenciado em Santa Rosa, com a média de 17,895 pontos, ficando na primeira colocação. 

Na categoria Machos - Vanerão II de Santa Thereza de Bagé ficou em quinto lugar.


Imagens

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial.

+55 (53) 3242-1020 | R Ismael Soares 263 -
Centro | CEP: 96400-390 | BAGÉ | RS | BRASIL

jornalfolhadosul@jornalfolhadosul.com.br